Prefeito publica decreto e Boituva entra na fase vermelha do Plano São Paulo; medida começa a valer nesta terça-feira (30)

As medidas mais restritivas do plano de flexibilização da retomada da economia começaram a valer a partir desta terça-feira (30), por meio de decreto municipal publicado ontem. Por conta do aumento da pandemia em toda a região metropolitana, Boituva regrediu para a fase vermelha do Plano São Paulo, do Governo Estadual, de restrição máxima de atividades não essenciais.

Na sexta-feira, o prefeito de Boituva já havia informado que o município voltaria a adotar medidas da fase vermelha, mesmo estando enquadrado na fase laranja, por determinação do governo estadual. A medida vale até o dia 14 de julho, período da extensão da quarentena.

O município regride para essa fase pois pertence ao Departamento Regional de Saúde (DRS) de Sorocaba classificada para a fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo, em virtude do aumento de casos de coronavírus.

Nessa fase de regressão a liberação do comércio é apenas para serviços essenciais. Os atendimentos presenciais nos órgãos públicos também está suspenso. Os decretos podem ser acessados no link https://bit.ly/31uNsbb

Conforme decreto 2.551, os hipermercados, supermercados e mercados podem funcionar de segunda à sábado, das 7h às 20h e aos domingos das 7h às 14h. As medidas de distanciamento social e higiene devem ser mantidas. O uso de máscara é obrigatório.

A constatação do descumprimento das medidas acarretará desde notificação a multa de R$ 3 mil, chegando a suspensão do alvará em caso de reincidência. As equipes que estão fiscalizando os estabelecimentos são compostas por fiscais de posturas, fiscais da Vigilância Sanitária e Epidemiológica, Guardas Civis Municipais e Polícia Militar.